A Espera de um Milagre

20:06 Edit This 2 Comments »

Ontem como poucos dias resolvi parar um pouco minha rotina movimentada para fazer algo que a muito tempo não fazia: assistir um filme.

E não me arrependi nem um pouco, mesmo tendo que ficar acordada até as 2h da mátina e tendo que acordar hoje cedo para o trabalho.

O filme relata um presidiario que está no corredor da morte, porem ao contrario dos outros ele demostra paz e começa a fazer "milagres", até que determinado tempo do filme o personagem principal (Tom Hanks) descobre que na verdade este presidiario não é culpado...bem não contarei o final, apesar de acreditar que 99% das pessoas já tenham assistido este filme, e eu era a 1% que restava.

Bem estive refletindo sobre algumas coisas que espero ter acrecentado em minha vida depois deste filme...

Vi, o quanto nós, buscamos as coisas superficiais.....o quanto nos preocupamos com as coisas que na verdade eram para não estar nem na lista da vida.

Vi, o quanto as aparencias enganam, e apesar de sabermos disso desde que nos entedemos por gente, ainda assim fazemos na maior parte das vezes fazemos acepção de pessoas pela aparencia.

Vi, que "as pessoas morrem por amor, é assim o tempo todo, no mundo inteiro"(parafraseando o Jonh Coffey, personagem do filme.

Vi, que as vezes o que fazemos e achamos que é certo pode estar errado e o que os outros dizem que é errado pode ser o certo.

Vi, que esperamos independente de nossas crenças, seitas ou religiões, esperamos algum milagre, enão vemos que todos os dias ao nosso redor acontece inumeros milagres....

O vento que sentimos e não vemos...

A geração de um ser vivo...

O nascimento de uma criança...

A arte de falar....

As estações...

O dia e a noite...

O amor...

Enfim tudo que existe e acontece ao nosso redor são verdadeiros milagres, mas já estamos tão acostumados e olhando para o nosso proprio umbigo que não percebermos isso.

Pois no dia em que realmente pararmos para olhar para os lados mesmo que por alguns segundos veremos um verdadeiro milagre num simples bater de asas de uma borboleta.

2 comentários:

Zeroglota disse...

Ótimo filme este!
Que nos emociona tanto,
e nos faz refletir como você agora o fez!
E tão brilhantemente!
Beijos!

Lucimar Simon disse...

Ja vi este filme em partes, pelo menos umas tres vezes muito interessante, assim as coisas acontecem, assim as coisas se definem, e sempre a esperar um momento de grande definiçao, digamos a verdade viver é muito bom e se acreditarmos em algo melhor ainda torna essa vida.

como diz nosso amigo Sidney vc fez uma bela observaçao deste filme e estraiu um melhor significado dele.

grande beijo